12/09/2017

Sandwich cake

Agosto passou a dois tempos. Passou sem que desse conta mas numa velocidade branda e tranquila. Mudámo-nos para a aldeia e aproveitámos tudo o que isso tem de bom. Os fins de tarde acompanhados pelos avós e pelos tios faziam as delícias dos miúdos. Os passeio, a natureza ali ao sair da porta, a quinta e todas as coisas novas e diferentes, os animais, a espreguiçadeira a chamar por nós e os mergulhos na piscina. Fez-nos tão bem. Mudar de ar, mudar a rotina e aproveitar as coisas boas que eu tinha quando era pequena e que ainda hoje guardo numa das gavetas felizes. Mas noto que cada vez há menos crianças.
Quando eu era miúda, a aldeia ganhava nova vida em Agosto. Era muito comum os netos ficarem com os avós e por isso eu tinha sempre os amigos de verão com quem passava tardes e tardes a jogar Monopoly, cartas, a andar de bicicleta ou simplesmente a passear. Agora não é bem assim. São muito poucas as crianças que ficam na aldeia com os avós. E daí que seja mais difícil para os miúdos, principalmente para o mais velho, ter com quem brincar. Valia a ida ao café na mota "clássica" do Avô, que já lhe está prometida, diz ele cheio de orgulho.
Numa dessas tardes tranquilas, estava destinada uma surpresa para o senhor cá de casa. Ele que ainda teve que trabalhar uma semana enquanto eu já estava de férias, iria ter um miminho. O bolo favorito dele é  recheado de natas cremosas e morangos frescos. Uma combinação que não é difícil apreciar, principalmente nos dias de calor.
Tive a ajuda preciosa do rapaz, na parte final do bolo. 
A primeira fatia foi para ele, que partilhou com o companheiro de férias (o Avô). Espero que um dia ele tenha as mesmas boas memórias que eu tenho do meu ♥
Como se percebe pelas fotografias, esta é mais uma receita com produtos Vatel. 
O bicarbonato tem desta vez duas funções: de higienizar os morangos, dissolvendo 1 colher de sopa por litro de água e a de fazer com que o bolo fique mais fofo. Habitualmente usa-se o bicarbonato em simultâneo com o fermento em queques ou biscoitos, que têm um tempo de cozedura curto. Neste caso, como a massa do bolo é dividida em duas formas largas para ficar um bolo baixo (24 cm de diâmetro), a cozedura também é mais curta que noutro bolo comum. 
A flor de sal dá aquele toque de sabor extra na massa. 

Ingredientes:
Bolo
5 ovos *
270 g de manteiga sem sal *
270 g de açúcar
270 g de farinha sem fermento (T55)
1 c. chá de fermento para bolos
1 c. chá de bicarbonato Vatel
1,5 c. sobremesa de essência de baunilha
meia c. café de flor de sal do Algarve Vatel

Recheio
2 pacotes de natas frescas
125 g de queijo mascarpone
6 c. sopa de açúcar em pó
morangos frescos

Ligue o forno a 180ºC.
Unte duas formas sem buraco de 24 cm de diâmetro. Forre o fundo com papel vegetal.
Na batedeira, bata o açúcar com a manteiga até obter um creme homogéneo. 
Adicione os ovos, um de cada vez, sempre com a batedeira ligada.
Junte a baunilha, a flo
Por fim, acrescente a farinha, o fermento e o bicarbonato Vatel e a flor de sal do Algarve Vatel, envolvendo sem bater demasiado. 
Divida a massa igualmente pelas duas formas, alise com a ajuda da colher e faça uma ligeira concavidade no centro. Leve ao forno durante 20 minutos (faça o teste do palito antes de retirar o bolo do forno).
Deite arrefecer completamente os bolos sobre uma rede antes de colocar o recheio.
Recheio:
Bata as natas com a ajuda de uma batedeira. 
Noutra taça, bata o queijo mascarpone com o açucar.
Junte as natas aos poucos ao queijo, com a batedeira ligada, até obter um creme homogéneo.

Coloque um dos bolos no prato de servir. Os bolos devem ter ficado ligeiramente mais baixos no centro, para que seja possível colocar uma dose extra de recheio. 
Coloque metade das natas no centro do bolo. 
Depois de higienizar os morangos em água com bicarbonato, corte-os às fatias e distribua numa camada por cima das natas.
Coloque as restantes natas por cima dos morangos.
Cuidadosamente, posicione o outro bolo, com a concavidade voltada para baixo. 
Pressione ligeiramente o bolo até sair um pouco de recheio pelos lados. 
Com a ajuda de uma espátula, alise o recheio em excesso. 
Polvilhe o bolo com açúcar em pó e sirva bem fresco.
Este artigo foi desenvolvido com o apoio da Vatel.
Poderei ter recebido honorários e/ou produtos mas o conteúdo foi escrito por mim e contém apenas a minha opinião.


Sem comentários:

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU