14/10/2015

Clafoutis de Outono, doce sem açúcar {e tempo de agradecer}

Outubro e outono. As folhas a cair lembram-me que é sinal de mudança. Muitas decisões e mudanças importantes da minha vida foram tomadas por esta altura. Repete-se a história, mais uma vez, com um novo projeto na mira. 

Paro para agradecer porque tenho a sorte de ao longo da vida, ir conseguindo atingir os meus objetivos. Tenho uma amiga que diz que eu tenho o toque de Midas. Mas eu não sou de ficar parada à espera que as coisas aconteçam e muito menos sou de falar no que me vai na cabeça. São tantas ideias que seria impossível conseguir transmiti-las. Talvez por isso, quando as coisas acontecem, parecem ser por obra do acaso. A verdade é que em tudo é preciso dedicação e esta é proporcional ao resultado que vamos obter. Tenho a certeza disto e é isto que eu tento passar ao rapazinho cá de casa. Apenas a pratica leva à perfeição. Em tudo.
Paro para agradecer porque a vida tem sido doce para mim e porque me ensinou que temos que agradecer o que temos e não chorar pelo que não temos. Doce como estas romãs que chegaram da árvore do meu vizinho. E doce como o meu clafoutis sem açúcar.
A coccote de cerâmica Le Creuset é Edição limitada para a comemoração do 90º Aniversário da marca. 
Antes da receita, quero relembrar que o Passatempo 90 Anos da Le Creuset já terminou e a vencedora da cocotte original no valor de 229€ oferecida através do Hoje para jantar foi Edna Bartolo
Ingredientes para 3/4:
1 pera rocha
romã q.b.
sultanas q.b.
2 ovos
250 ml de leite 
1 c. chá de essência de baunilha
2 c. sopa de mel
80 g farinha sem fermento
30 g de amêndoa moída (com a pele)
margarina para untar

Ligue o forno a 180ºC e unte o recipiente de levar ao forno com margarina. 
Numa taça, misture os ovos, o leite, o mel e a essência de baunilha. 
Noutra taça, misture a farinha e a amêndoa moída. 
Junte a mistura líquida à mistura sólida, mexendo sempre para não formar grumos. 
Verta a massa para o recipiente e disponha as pêras, as sultanas e os bagos de romã por cima.
Leve ao forno durante 40 minutos e sirva ainda morno.



5 comentários:

Lia Teixeira disse...

Concordo tanto com o teu texto Vera e se há coisas que me dão nos nervos, são as pessoas que passam a vida a queixar-se de tudo mas estão acomodadas na sua conchinha de infelizes e nada fazem para ter ou tentar uma vida melhor.
Eu também agradeço muito todos os dias, pois felizmente tenho uma vida boa e feliz e melhor que isso, tenho um tecto e comidinha na mesa todos os dias e da boa, eheheh!!
Adoro romãs e adoro clafoutis e este teu está tão convidativo.
Boa sorte e felicidades nesse teu novo projecto.
Beijinho,
Lia

Susana Machado disse...

huuummm... taooo boooommm!!!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

vera ferraz disse...

Minha querida Lia, obrigada pelo comentário! É mesmo isso, agir para ir conseguindo realizar os nossos sonhos!
Um beijinho daqui até aí!!

Marmita disse...

Ficou com um aspecto muito bonito Vera. Este ano tive azar com as romãs, as que comi eram muito verdes e nada vermelhinhas... foi uma desilusão. Um beijo

Estefania Dogan disse...

Hoje vou fazer ^_^ <3 <3

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU