27/07/2015

Dona de casa desesperada {Teste balde rotativo com pedal Vileda}

A parte boa de ir de férias cedo é ver-me longe da confusão do Agosto mas claro, depois há o reverso da medalha. Regressar e começar a ver toda a gente a ir e eu a ficar. E o regresso à rotina custa sempre tanto... O remédio é aproveitar os fins de semana da melhor maneira e programar umas escapadinhas. Aproveitar as praias das redondezas, fazer piqueniques ou simplesmente"abobrar" [adoro esta expressão!]. Com isto, as tarefas inevitáveis ficam por ser feitas e é durante a semana, numa manhã livre que arregaço as mangas e faço a faxina de uma ponta à outra.
Faço parte daquela maioria que é fã da Vileda porque acho que têm sempre produtos com uma relação qualidade preço bastante aceitável. O meu balde pediu a reforma e substitui-o pelo novo  balde rotativo com pedal da Vileda.
Espreitem o vídeo caseiro para ver como é fácil e funcional. 


O balde tem um pedal que "centrifuga" a esfregona deixando-a quase seca. Lembrei-me de imediato da minha Mãe porque lhe custa imenso fazer o movimento de torção com os pulsos para espremer a esfregona. Com este sistema, basta carregar no pedal. Quanto mais se carrega, mais seca fica a esfregona.
A esfregona tem uma cabeça triangular que facilita a limpeza nos cantos e um cabo que faz uma rotação que permite limpar em locais de difícil acesso como por exemplo debaixo do sofá ou das mesas de cabeceira. Uma vez que a humidade na esfregona pode ser facilmente controlada, pode usar-se no chão de parquet ou pode limpar-se com a esfregona mais molhada e secar com uma segunda passagem. 
Eu fiquei fã. O próximo teste que vou fazer vai ser com o sistema de limpeza dos vidros. Já alguém experimentou? 

9 comentários:

Patrícia Lourenço disse...

Olá,

apesar de seguir o seu blog é a primeira vez que comento. Comprei este sistema da Vileda porque achei que me facilitava a vida (em termos de costas principalmente) a tarefa de limpar o chão, etc...

É simples de usar e prático mas tive de ir comprar um balde e esfregona convencional, mesmo assim...

E porquê? Porque tenho chão flutuante que quando lavado não convém ser muito molhado e achei que apesar de prático o sistema da Vileda não torce a esfregona convenientemente. Pelo que afinal acabou (pelo menos para mim) por ser um gasto desnecessário, uma vez que tive de comprar uma convencional e agora ocupam-me as duas espaço na despensa.

Para quem não tiver problemas de molhar muito o chão e precisar de poupar na energia e força que emprega, aí sim, recomendo vivamente.

vera ferraz disse...

Olá Patrícia, obrigada pelo comentário! São sempre bem-vindos! Eu uso este balde no parquet e não fiquei com essa opinião. Depois de carregar 4 vezes no pedal, a esfregona fica bastante seca. Será isso?
Um beijinho e volte sempre :)

Anónimo disse...

Olá,
É muito boa enquanto funciona.
Já tive duas e o pedal deixo de funcionar em ambas.

alvaro jose maia silva disse...

E não há peças de substituição ?

vera ferraz disse...

Alvaro, vou tentar saber se há peças de substituição e logo lhe respondo!
Obrigada pelo comentário.

Fátima Izá disse...

Também uso este sistema da vileda.... no entanto, na esfregona partiu-se um uma rosca por dentro do tubo. Sabem se a esfregona é vendida separadamente? Ou só o cabo? Obg

Sofia Castro disse...

Tem que mandar 1 email para a vileda aconteceu me o mesmo na semana passada recebi um mails a dizer que vão consertar

Sofia Castro disse...

Refiro me ao balde

vera ferraz disse...

Sim, a Vileda onde normalmente às questões! Qualquer dúvida, enviem-me e-mail para hojeparajantar@gmail.com

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU