16/04/2015

Almôndegas de berigela e feijão frade {e as doces lembranças}

A nossa memória é incrível! E mais incrível é a capacidade de reviver determinados momentos ativada apenas por um clique. Esse clique pode ser simplesmente um aroma, uma imagem ou uma música. Por vezes penso que tenho uma memória tão fraca que gostava de escrever e apontar tudo não vá ela um dia atraiçoar-me. 

Tenho um pequeno caderno onde registo [infelizmente agora com menos frequência] momentos do crescimento do principezinho desde que ele nasceu. Houve uma altura em que funcionava quase como um diário mas com o tempo, acabou por ficar apenas com os registos mais importantes. Piadas, graçolas e feitos do rapaz, que tendo herdado essa parte do ADN paterno, tem o seu "quê" de engraçado. Esta minha mania é tal, que recentemente lhe comprei um Diário Secreto. Também para ver se ajuda a estimular a faceta de escritor, que queria eu fosse semelhante à de entertainer. Mas foi numa aula de yoga que recentemente tive uma das melhores sensações do mundo. A música de fundo era a música que ouvia nos momentos de relaxamento enquanto estive grávida e depois do príncipe nascer, enquanto o vestia e preparava para dormir. Aquele momento de tranquilidade só nosso, na calmaria do quarto e que antecedia o meu mimo preferido do dia, o colinho ao som de uma música especial antes de o deitar.
Fazer uma aula inteira assim encheu-me o coração. Foi bom em dose dupla!
E como ando em modo zen, preparei umas almôndegas vegetarianas inspiradas numa receita que vi na Magazine Nº55 mas que no final, pouco tinha a ver. 
Talvez porque sou uma fã de feijão frade, adorei estas almôndegas. Para quem não gostar de feijão, pode substituir por grão. 
Ingredientes:
2 beringelas grandes
1,5 c. sopa de azeite
sal e pimenta
2 dentes de alho
1,5 chávena de feijão frade
1/2 chávena de pão ralado + para panar
1 ramo de salsa
1 ovo (não muito grande)
1/2 chávena de queijo parmesão ou mozzarella (se não quiser um sabor tão intenso)

Corte as beringelas em fatias e coloque num tabuleiro. Regue com o azeite e leve ao forno a 250ºC durante 30 minutos.
Coloque a beringela, o feijão  e o ovo num robot de cozinha e triture. Adicione os alhos esmagados, o queijo e a salsa picada. Misture. Junte o pão ralado e envolva.
Molde pequenas bolas e passe-as por pão ralado. 
Disponha-as num tabuleiro e leve novamente ao forno a 180ºC, durante 30 minutos. 
Sirva simples com salada ou regadas com molho de tomate. 


9 comentários:

Maria João Barbeitos disse...

Eu também acho que tenho memória de galinha! Mas não tenho tempo para apontar tudo o que gostava, infelizmente... quanto às almôndegas parecem-me uma deliciosa sugestão!

Mary - Strawberrycandy disse...

Nunca provei, mas tem cá um aspecto, que delícia!
Beijinhos,
Espero por ti em:
www.strawberrycandymoreira.blogspot.pt
www.facebook.com/omeurefugioculinario

Anónimo disse...

Onde entra o feijão? :)
Obrigada!

Joana disse...

Também gosto imenso de feijão. Vou guardar a receita para fazer porque devem ser deliciosas :)
Para já acho que ainda não tenho memória de galinha eheh mas para lá caminho :p
Beijinhos

Susana Machado disse...

Gostei!!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Lia Teixeira disse...

As memórias são o que temos de melhor e essas, a menos que uma doença grave de cérebro nos atinja, são preciosas e ninguém nos as tira.
Que bom que a tua aula de yoga te trouxe essas memórias lindas do teu pequenito.
Amei estas almôndegas, mas ao contrário de ti, detesto feijão frade. GRRRR!!!, lol!
Um beijinho,
Lia.

Cozinhar sem Lactose disse...

Devem ser boas!

Anónimo disse...

Fi-las no sábado!

Ótimas!

:D

Obrigado!

Alexandra Cardoso disse...

Ovolactovegetariano! <3

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU