05/01/2015

Até aos Reis é Natal {Filhoses de chila II}

Para mim até ao Dia de Reis é Natal, por isso, acho que ainda venho a tempo de partilhar a nossa mesa de Natal. Mesa de Natal é como quem diz porque na verdade, a mesa fica posta quase até ao dia de Reis. Ainda bem que só é Natal uma vez por ano! A partir de amanhã, adeus açúcares e companhia limitada!  

Na nossa mesa de Natal há vários queijos, frutos secos (alperce, pinhões, nozes e figos) e frescos (tamarilhos, uvas e lichias). Há a Tarte de Natal que a minha Mãe faz sempre e é uma alternativa ao tradicional Bolo Rei. A Aletria, na versão de cortar à faca ou com chila, o Arroz doce, as Rabanadas de vinho, que o meu avô adorava e as Rabanadas tradicionais, mas em que o pão é embebido numa mistura de leite e chá de lucia-lima, antes de passar no ovo e levar a fritar. Não podem faltar as Broinhas de batata, os Sonhos e as Filhoses. Este ano, como passei as semanas de Natal e Ano novo na casa da aldeia, tive tempo para dar a volta às revistas. Encontrei  finalmente uma teleculinária de 1995 com uma receita de Filhoses de Chila, a receita que eu procurava quando fiz estas que não me convenceram tanto. A principal diferença é que estas são feitas com doce de chila e as outras eram feitas com chila cozida. Claro que, estas são mais docinhas!!! Posso dizer-vos que até o principezinho [que é mais esquisito com estas coisas da doçaria tradicional que eu sei lá!] gostou e... repetiu! 
Podem ler a receita no final do post!

Ingredientes:
1 chávena almoçadeira de doce de chila
150 g de farinha de trigo
1 c. chá mal cheia de fermento em pó
3 ovos
1 cálice de vinho do Porto
sumo e raspa de 1 laranja

óleo para fritar
açúcar amarelo e canela para polvilhar

Numa tigela, deite a farinha, junte-lhe os ovos e o vinho do Porto e bata até a massa estar homogénea e sem grumos. 
Adicione o sumo e raspa da laranja.
Junte o doce de chila e o fermento.

nota: A massa deve ficar um pouco mais espessa do que a das pataniscas. 

Frite colheradas de massa em óleo quente, deixe escorrer em papel absorvente e polvilhe com açúcar e canela.

►Truques e Dicas:
*Deve juntar a massa apenas quando o óleo estiver bem quente. Para confirmar, coloque o cabo da colher de pau no óleo e se se formarem bolhas em volta do cabo, o óleo está quente. 

*Encha a frigideira apenas até metade para evitar que a gordura espirre ou transborde.

*Nunca junte óleo novo a óleo usado.

*Para  evitar  cheiro dos fritos, coloque ao lado um tacho, fazendo-o ferver, com água e especiarias como canela, cravo da india, anis ou casca de laranja.

* Depois de fritar, pode verificar se o óleo pode ser reutilizado, juntando-lhe um pedaço de pão. Se este ficar com manchas negras é porque o óleo já está deteriorado.

9 comentários:

Fátima Fonseca disse...

Tanta coisa boa nessa mesa!!!

Na Província disse...

Tanta coisa boa!!!!
Um fantástico 2015 !

Tertúlia da Susy disse...

Adoro, devem ser tãoooooooooooo boas!
Feliz Ano 2015, bjs

vera ferraz disse...

Só tentações Fátima!
Um beijinho!

vera ferraz disse...

Igualmente!! Um excelente 2015!

vera ferraz disse...

Sim, são deliciosas!
Um beijinho!

Susana Machado disse...

Lindas!!!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Ondina Maria disse...

Estou plenamente de acordo: até aos reis ainda é natal. Gosto de ver as mesas assim fartas 😊

Clara Brito disse...

Gostei da sugestão.

Beijinhos,
Clarinha

http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/01/alho-frances-espiritual-e-banana-frita.html

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU