06/12/2012

Cabrito assado no forno à Beirã


Gosto muito de cozinhar mas curiosamente há receitas que nunca ou quase nunca faço em minha casa. Acho sempre que nunca ficará como as idealizo, como as tenho na minha memória pois são pratos que só comemos em casa dos pais. São várias, a feijoada, o cozido à portuguesa, o arroz de cabidela e o cabrito assado, entre outras. Sei fazer, mas parece que não sabem igual se for eu a cozinhar. E por isso nem arrisco. Mas andei a fazer inventário da arca congeladora e deparei-me com esta perna de cabrito vinda de casa dos meus pais há já algum tempo. A saudade aperta e desta vez, só desta vez, arrisquei e fiz eu. Não sei se foi da saudade mas sei que estava divinal. A carne tenra e suculenta, a desfazer-se na boca a cada garfada e o aroma que ficou pela casa, fez-me pensar no velho e sábio provérbio: "Quem não arrisca, não petisca!"

Ingredientes:
1 perna de cabrito
1 limão
2 c. sopa de banha de porco
4 dentes de alho
2 c. sopa de sal (rasas)
1 cebola
2 c. sopa de massa de pimentão
500 ml de vinho branco seco
1 fio de azeite
3 folhas de louro
batatas
 
Preparação:
Na véspera, deixe a carne a marinar em água com o limão cortado e espremido.

No almofariz, prepare o tempero para barrar a carne, com os dentes de alho, o sal, o pimentão e a banha. Depois de bem esmagado, barre a carne de ambos os lados.
Coloque a carne no centro de uma assadeira.
Descasque as batatas e corte-as aos quartos na vertical, como se fossem uma maçã. Junte à carne.
Corte a cebola às meias luas e distribua pela assadeira.
Regue com o vinho branco.
(Eu não coloco mais sal no assado porque o tempero da carne escorre e acaba por ceder tempero às batatas).
Leve ao forno quente (200º) durante 1 hora.
A meio de tempo, se as batatas estiverem a ficar secas, junte um pouco de água.



4 comentários:

Violet disse...

nao é algo que comesse com frequencia em casa dos meus pais, mas tambem por achar que nao iria ficar bom, porque ia ficar com aquele sabor a leite e porque o forno é electrico e nao de lenha, nunca fazia. ate que ha uns anos na pascoa experimentei e ficou de comer e chorar por mais! desde ai comecei a fazer na pascoa e repetir ao longo do ano. fosse ele mais barato e mais vezes se comia! :) fiz de modo muito semelhante ao teu!

Tanita disse...

Este blogue é uma tentação :)

Joana disse...

Vera, acho que tens toda a razão, há pratos que são das mães, das avós! E que lá é que ficam bem! E o cabrito associo à minha avó paterna!
Mas deixa-me dizer-te que o teu está fabuloso!
As fotografias estão perfeitas! A primeira deixa-nos logo a adivinhar o que aí vem!
Espero que não seja SÓ desta vez, porque ficou mesmo fantástico!
Um beijinho

Mafalda disse...

Que belo cabrito.. :) está com um aspecto maravilhoso e as fotografias estão óptimas... come-se com os olhos,como se costuma dizer.. :)
beijinhos

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU